Bancos

Quando uma empresa decide que é o momento de inovar, um grande desafio surge: Como disseminar uma cultura de inovação e fazer com que as pessoas comecem a pensar de modo diferente em um ambiente hierárquico e político?

Desenvolvimento do projeto

Identificamos que o encorajamento e o envolvimento dos funcionários no processo seria um fator chave para o sucesso. No entanto, as demandas do dia a dia, como reuniões, e-mails e relatórios, tornaram mais difícil a mudança de certos hábitos, uma vez que a inovação deixava de ser uma prioridade. Com isso em mente, a solução desenvolvida foi ensinar aos funcionários as técnicas de Design Thinking, que os ajudaria a introduzir uma nova forma de pensar suas rotinas diárias.

Na primeira fase do projeto, a equipe da MJV abordou os funcionários da empresa de seguro para tentar entender melhor sua cultura a partir de diversas entrevistas e programas de pesquisa exploratória. Com base na análise de dados coletados, criamos um jogo com o objetivo de gamificar a jornada de trabalho. Esse jogo foi desenvolvido com referência a práticas efetivas para aumentar a motivação, o envolvimento e a construção em equipe.

Convidamos os funcionários para participar de oficinas de cocriação, em que eles puderam relatar quais eram os maiores problemas enfrentados no dia a dia do trabalho. Ao final da oficina, criamos um jogo a que chamamos de Zombies, no qual o objetivo é se manter vivo e evitar a contaminação no ambiente de trabalho.

Todo o processo criativo se baseou na premissa de que o resultado final deveria incluir um retorno de 360 graus, a retenção do capital intelectual, a melhoria na comunicação e uma relação de colaboração. Ao final da oficina, a estrutura do jogo estava completa e os últimos acertos foram feitos pela equipe do projeto.

RESULTADOS

O cenário ideal de inovação oferece uma cultura vibrante, com um solo rico e fértil para a geração de novas ideias. No entanto, é preciso lembrar que uma cultura organizacional não pode ser imposta. Ela deve ser construída, lentamente moldada e alimentada por todos os funcionários, independentemente de suas posições hierárquicas, para que haja uma completa assimilação por parte de todos os envolvidos.
Pequenas ações com resultados rápidos são mais eficazes porque sua absorção é mais fácil, mesmo no fim do projeto, mas também devido ao seu impacto imediato sobre as rotinas.
Também descobrimos que quando todos estão envolvidos no processo, há um sentimento geral de participação e quando o processo é compreendido através do uso de exemplos concretos, os funcionários passam a dar valor ao lema: “Pense diferente”.

Você está preparado para transformar o seu negócio?
Fale agora mesmo com um de nossos consultores!